20 de mai de 2012

Zé do Gato

Zé do Gato, nome artístico de Nilson Amaral,  nasceu em Garanhuns, Pernambuco, tendo se radicado no Rio de Janeiro há cerca de 45 anos. Seu irmão, o  Zé da Onça, foi um dos fundadores da Feira de S. Cristóvão. Na virada da década de 70, Zé do Gato foi músico contratado do lendário "Forró do Xavier", localizado em Botafogo, onde hoje se encontra o shooping Rio Sul. Este forró era um importante ponto de encontro da comunidade nordestina, onde também atuaram sanfoneiros como Adolfinho, Luís Sérgio e Severino Januário, sendo este último, irmão de Luiz Gonzaga. Em 75 lançou seu primeiro disco, o trabalho coletivo intitulado "Forró do Arigó", onde também se destacava a participação de seu filho, o prodigioso Maçarico, que na época contava com apenas nove anos. 
Desde então, Zé do Gato gravou mais de uma dezena de LPs e CDs com músicas próprias, inspiradas no manancial gonzagueano. Ao lado da sua esposa Nelci - A Ceci do Gato, mantêm um bazar na Feira de S. Cristóvão, onde 
trabalha sobretudo na compra, venda e conserto de sanfonas.



 Zé do Gato

Leo Rugero, Nelci (Ceci do Gato) e Zé do Gato

Leo Rugero






2 comentários:

  1. Leo,
    esse artigo merece ser mencionado no seu livro se você ainda não o concluiu.

    ResponderExcluir
  2. Everaldo,

    adorei sua observação.
    Sem dúvida o Zé do Gato é uma figura da maior importância para a minha pesquisa. Através dele, obtive minha primeira sanfona em afinação transportada. Também por seu intermédio, pude conhecer Zé Calixto. Enfim, sou muito grato a ele, pois foi verdadeiramente quem me abriu as portas para a sanfona de oito baixos da região Nordeste.

    ResponderExcluir