10 de jun de 2014

XIII Fórum de Forró encerra ao som da sanfona dos oito baixos


09/06/14 - 09h13

XIII Fórum de Forró encerra ao som da sanfona dos oito baixos

Durante três dias o XIII Fórum de Forró, com o tema "Forró Temperado", inspirado na música que ficou conhecida
na voz da cantora Elba Ramalho, reuniu forrozeiros, artistas, compositores e interessados da área, no Teatro Atheneu.
O Fórum, este ano, homenageou cinco ícones: o sanfoneiro, Zé Calixto, os compositores Antônio Barros e Cecéu,
o  cantor e compositor, Rogério e cantor e compositor, Edgard do Acordeon.
"A escolha do tema desta edição deve-se a importância da valorização do artista como compositor.
O Forró Temperado é uma música bastante conhecida em todo Brasil e é de autoria da paraibana Cecéu.
 A musicalidade nordestina tem ultrapassado limites há muito tempo e com o Fórum de Forró podemos
 homenagear e reconhecer a importância do artista e discutir nossa cultura", justificou a vice-presidente
 da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (SEC/Funcaju), Aglaé Fontes.
Entre os dias 4, 5 e 6 de junho foi debatido a identidade da música genuinamente nordestina e sua
relevância na história de um povo que encanta através dos diversos ritmos. "Desde 2001 participo
do Fórum de Forró, sou pesquisador da cultura popular e encontro aqui uma riqueza de histórias e tradição.
Poder conferir a mesa redonda, palestras, homenagens para os grandes nomes da música popular nordestina
é um momento de agregar conhecimento, além de assistir as apresentações musicais com grandes encontros
como Luizinho Calixto e Robertinho dos Oito Baixos é para ser gravado para sempre", explicou o professor
de história, André Vieira Santana.
De acordo com o idealizador do Fórum de Forró, Paulo Corrêa este evento teve como objetivo estudar a música
nordestina, além de propagar conhecimento. "Sempre pensei em um espaço para discussão e valorização
 da música nordestina. As letras das músicas, os instrumentos, os personagens, além de envolver os interessados
 do tema, fazem com que a gente conheça nossa própria história cultural", disse.
"Estou muito feliz em participar desta edição do fórum. São anos tocando com os maiores nomes da música nordestina,
este é um momento de agradecer a todos que fazem parte deste evento, primeiro pela homenagem e depois
 por valorizar o artista e inspira outras pessoas. Muito obrigado", salientou o instrumentista dos oito baixos, Zé Calixto.
A novidade desse ano foi à oficina "Sanfona dos Oito Baixos", ministrada pelo Luizinho Calixto, um dos principais
nomes deste seguimento. "É gratificante ver que a sanfona dos oito baixos está viva. Existem pessoas
interessadas em aprender e levar adiante esse instrumento típico do Nordeste.
 Participar do Fórum trazendo pela primeira vez esta oficina é ótimo, porque reúnem interessados e músicos", disse.
A noite de homenagens e resgates históricos contou ainda com a palestra do escritor Léo Rugero.
 "É raro momentos como este, que abrem espaço para debater sobre o forró. Discutir a respeito deste instrumento 
e resgatar toda a tradição, permite que a nova geração conheça e possa pesquisar sobre a sanfona dos oito baixos", 
disse.
O XIII Fórum do Forró encerrou com os agradecimentos da vice-presidente da Funcaju, Aglaé Fontes e entrega 
dos Troféus Gerson Filho, além da participação musical da dupla Antônio Barros e Cecéu cantando a música
 "Forró Temperado" e o encontro musical mais esperado da noite com Robertinho dos Oito Baixos, Luizinho Calixto, 
Zé Calixto, Léo Rugero e os alunos da oficina "Sanfona dos Oito Baixos".


clique para ampliar

clique para ampliar
clique para ampliar



A

Nenhum comentário:

Postar um comentário