1 de mai de 2011

Músicos levam público ao delírio na noite de estreia do 3º Festival da Sanfona

http://www.salgueiro.pe.gov.br/noticias_2011/20110430_not03.htm 

Músicos levam  público ao delírio na noite de estreia do 3º  Festival da Sanfona
Sábado, 30.04.2011 às 16h55

Ao som dos acordes da sanfona, tocada nos mais variados ritmos e sotaques, Salgueiro abriu na última sexta-feira(29), no pátio do Centro de Cultura, Lazer e Turismo, o 3º Festival da Sanfona, como parte das comemorações dos 147 anos de emancipação política de Salgueiro. O prefeito o prefeito Marcones Libório de Sá conduziu a abertura deu a largada ao evento promovido pela Prefeitura de Salgueiro sob organização da Secretaria de Cultura e Esportes que em seu terceiro ano já se consagrou com sucesso de público e participação de artistas de várias partes do Nordeste.
A noite de estréia contou com a participação da Companhia de Dança Filhos do Sol que deu seu show à parte com o número A dança da boneca. Com a participação de 12 sanfoneiros, foi realizada a primeira classificatória desta edição. Os instrumentistas concorrem até domingo (1º\5) na categoria sanfona e sanfona de oito baixos. Cada instrumentista apresentou três músicas, que fizeram o público delirar ao som do fole. Chorinho, arrasta-pé, mazurca, valsa, blues e até jazz do norte americano Frank Marocco,  fizeram parte do repertório da noite.
Ao final, a comissão organizadora do evento, apresentou a lista dos quatro finalistas da noite, que entram na disputa da grande  finalista. Da primeira eliminatória, entram Rafael Simião e Claúdio Santos, de Salgueiro, e Carlinhos do Acordeom, de Limoeiro do Norte(CE), ambos na categoria Sanfona.  Nêgo do Mestre, também de Salgueiro, foi o escolhido na categoria sanfona de oito baixos. Este ano,  participam artistas de várias partes de região, do Sertão Central, São Francisco, Pajeú e Araripe, além de cidades  de estados como Bahia e Ceará.
“O Festival da Sanfona é muito importante por resgatar e divulgar o valor do instrumento da nossa música. É muito bom trabalharmos para divulgar a cultura do nosso país. Aqui podemos ver a sanfona mostrando o seu valor”, comentou o sanfoneiro cearense Luiz Carlos Freitas Silva, o Carlinhos do Acordeom, 25, ex-integrante da banda Mastruz com Leite, e que participa pela primeira vez do festival.
 Foto: Héliton/Laborart
Clique na foto para ampliar
O prefeito Marcones Sá, destacou que o 3º Festival começou  carregado de muito talento e  emoção. “Quando realizamos a primeira edição, o desafio era o resgate da cultura da sanfona que tem muito a ver com o nosso homem do campo e com a história não só de Luiz Gonzaga, mas essencialmente de Januário, tocador da sanfona de oito baixos, instrumento que praticamente estava em extinção”, disse o prefeito.
A partir dessa iniciativa, enfatizou Marcones, começou-se  a ver não só os sanfoneiros de outras gerações voltando a tocar e a ter empolgação, mas a participação da juventude no evento, dando show de sanfona. “Esperamos a cada ano esse movimento cultural se faça mais forte”, destacou. Ao final, foi realizada uma roda com os sanfoneiros participantes da noite. Quem estava na platéia não ficou parado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário