27 de abr de 2011

Sucessos de Luiz Gonzaga com Raimundo Mauricio e sua sanfona de 8 baixos

aviso importante: Prezados amigos, ao compartilhar as informações contidas neste site, sobretudo no que se refere às matérias assinadas, por favor, adicionem as referências: título, autor e a fonte, que é o nome do site: www,sanfonade8baixos,com
Sucessos de Luiz Gonzaga com Raimundo Mauricio e sua sanfona de 8 baixos - Leo Rugero
Dando continuidade à questão dos "nomes de fantasia", ou "nomes fictícios" como bem denomina Everaldo Santana, mais um sanfoneiro que jamais existiu: Raimundo Maurício. Em 1979, Zé Calixto lançou o disco "30 anos de forró", através do selo Jangada, da EMI - Odeon. No mesmo ano, surgiu por parte da gravadora, a idéia de gravar um disco com sucessos de Luiz Gonzaga em arranjos instrumentais, solados por sanfona de 8 baixos. Deste modo, Calixto foi convidado para ser o solista. Porém, com uma condição: não assinaria como intérprete do disco, pois, na concepção dos produtores, dois lançamentos seguidos  de um mesmo artista, atrapalhariam as vendas. Assim, escolheu-se um nome de fantasia: Raimundo Maurício. Do mesmo modo, encontrou-se um senhor que tocava um pouco de sanfona, que seria fotografado para aparecer na foto da capa. Criada a identidade ficticia do "ghost musician", foi colocado no mercado o disco "Forró do Bom - Sucessos de Luiz Gonzaga com Raimundo Maurício e sua sanfona de oito baixos", que acabou passando quase desapercebido. Sendo assim, este disco pode ser considerado como parte da discografia de Zé Calixto, seu verdadeiro intérprete.


Vale a pena comentar alguns aspectos deste disco. A começar, este trabalho se distingue pela gravação de excelente qualidade técnica, não apenas quanto à performance instrumental, o que já era de se esperar, mas, também pela qualidade de timbres e mixagem alcançados em estúdio. 
Zé Calixto divide sua performance com o acompanhamento que caracterizaria seus trabalhos a partir de então: sanfona, acordeom de 120 baixos, baixo elétrico, violão, cavaquinho e  percussão variada.
De modo geral, os arranjos doram direcionados para os salões  de dança, bem animados e sacudidos. Em alguns momentos, o fraseado do instrumentista paraibano é perceptível, nas escolhas de tonalidades, no uso de notas duplas, no estilo lânguido carregado de ornamentações, e, de certo modo, retrata a música de Luiz Gonzaga na interpretação de Zé Calixto, o que, a rigor, deveria ter sido um possível título para este disco...
Em primeira mão, para vocês, um disco raro de mais um sanfoneiro fictício, gravado por um grande nome do fole de oito baixos.


http://www.2shared.com/file/EKqf0P-C/forr_do_bom_mp3.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário