4 de jul de 2014

Concertina - um dos nomes da sanfona de oito baixos - texto de Léo Rugero

Hoje, de passagem pela Associação Brasileira da Literatura de Cordel, em Santa Teresa, Rio de Janeiro, sentei para conversar com Gonçalo Ferreira da Silva, presidente e acadêmico da cadeira 01. Figura simpática, Gonçalo esbanja conhecimento e generosidade em transmitir seus conhecimentos sobre a literatura popular. Falando sobre a sanfona de oito baixos, Gonçalo se recordou do termo "Concertina". Segundo ele, era este o termo adotado entre os praticantes cearenses na primeira metade dos séc.XX. Esta observação suscitou a lembrança de uma décima por ele escrita para a antologia  "Louvando Luiz Gonzaga", onde a referência ao termo "concertina" é empregado. Abaixo, transcrevo os belos versos de Gonçalo Ferreira da Silva:

Da humilde Concertina
Ao pomposo acordeom
Gonzaga mostrou o dom
Para canção nordestina
O baião foi sua doutrina
O Nordeste seu cenário
E agora com Januário
na residência celeste
Esta cantando o Nordeste
Lembrando seu centenário

Um comentário:

  1. Prezado Leo, uma realidade pouco divulgada no Brasil até mesmo entre os fãs do acordeon, é a forte tradição da concertina no estado do Espírito Santo, entre os numerosos descendentes de italianos, alemães e pomeranos (um grupo dialetal alemão) na serra e interior do Estado. Há uma valorização muito grande do instrumento nos festivais que acontecem praticamente o ano todo nas zonas rurais dos municípios capixabas. Sugiro aqui o blogue mais atuante sobre a concertina capixaba: http://som-da-concertina.blogspot.com.br/
    Abraço!
    Pedro Pelogia

    ResponderExcluir