2 de abr de 2013

Edilberto Bergamo

Recentemente, fui contactado pelo gaiteiro Edilberto Bergamo. Exímio gaiteiro, pude conhecer o trabalho deste músico em 2010, através de um técnico de som gaúcho. Bergamo confessou ter desenvolvido o interesse pela afinação nordestina, e isso foi o mote de nossa conversa. Recomendei-lhe que pudesse ler meu artigo "A sanfona de oito baixos e a música instrumental". Bergamo não apenas leu o texto, como escreveu uma nota elogiosa no facebook que a seguir transcrevo: "Já faz tempo que venho recolhendo informaçoes sobre a gaita de botao principalmente na musica gaucha. E hoje recebi um trabalho de qualidade chamado A SANFONA DE OITO BAIXOS, muito bem escrito de facil entendimento falando principalmente da gaita de botão na musica Nordestina mas lembrando dos gaúchos. Muito obrigado Leo Rugero, que lindo trabalho quando eu tiver o material pronto sobre a gaita gaucha gostaria muito do teu depoimento. E como diria o cantor e gaiteiro Pirisca Grecco A GAITA É A RAINHA DA FESTA! Nos temos o encargo de manter este instrumento VIVO."Então respondi a Bergamo com os segintes dizeres: "Prezado Edilberto Bérgamo, estas elogiosas palavras de incentivo se revestem de ainda maior valor simbólico, quando proferidas por um músico que não apenas representa a tradição da gaita-ponto, bem como é um de seus maiores representantes. Quando publiquei este primeiro esboço que é o trabalho "A sanfona de oito baixos na música instrumental" em 2008, uma das principais motivações que me conduziram a este verdadeiro mergulho na gaita de botão foi justamente a escassez de textos sobre a prática deste instrumento no Brasil. Passado algum tempo, sou cada vez mais grato ao acordeon diatônico, que entre nós veio a ser denominado de fole, sanfona, gaita ou pé-de-bode, pois, através dele, tenho recebido muito, não apenas musicalmente mas também humanamente, vindo aos poucos a conhecer as pessoas que mantém viva a tradição deste instrumento entre nós. Sim, como você disse, temos o encargo de manter este instrumento VIVO ! Vamos em frente!"
Creio que seja esse um de nossos maiores objetivos, fortalecer a corrente do acordeon diatônico praticado no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário