23 de mai de 2009

OS SANFONEIROS DE URUAÇU


Em meu primeiro ensaio dedicado à sanfona de 8 baixos, dado a escassez de artigos até então escritos sobre este instrumento, optei pelo perigoso formato 'macrocósmico', onde abarquei as regiões sul, (como ponto de origem e eclosão primeira da sanfona no Brasil), o sudeste, e o nordeste, onde o instrumento sempre me pareceu ter origem proporcionada mais por viajantes ingleses do que colonos italianos e alemães, embora esta teoria ainda não se sustente por provas.

Quanto à região centro-oeste, sempre foi para mim, uma região distante geograficamente e culturalmente, e preferi, na ausência de dados concretos, não avançar neste territorio, o que aliás, penso eu, foi uma solução acertada, pois quanto maior o ângulo, menor relevo na mira do alvo, nas miudezas, nas singelezas...
Como sempre afirmo, sou fã confesso do youtube, e numa navegação fortuita pela rede, me deparei casualmente com uma dança de Goiás, chamada 'ismite'(possivel corruptela de 'Smith', no me de uma marca de revólver(!). Nesta dança, a sanfona de 8 baixos tem papel de grande relevo como mostra este video, postado por wander cleyson, na performance de sanfoneiro e pandeirista não identificados, em Uruaçu, no Estado de Goiás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário